Logo Congressowww.panamazonicodeoncologia.com.br


AFTER EVENT VIDEO – 5º CONGRESSO PAN-AMAZÔNICO DE ONCOLOGIA – 2019


Palavra da Presidente

É com muita honra que o Estado do Amazonas sedia, na cidade de Manaus, o CONGRESSO PAN-AMAZÔNICKátia TorresO DE ONCOLOGIA, tendo sua 5ª edição em 2019.

Trata-se de uma iniciativa da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas – FCECON, que tem atuado no fomento da discussão e aprimoramento técnico dos profissionais que atuam na área da saúde, especialmente na assistência ao paciente oncológico.

O evento comporta debates de temas atuais sobre as abordagens aos tumores com maior prevalência na Região Amazônica assim como as novas tecnologias ligadas à Oncologia em todas as áreas. Os debates são de caráter multidisciplinar e transdisciplinar de forma a promover a atuação integrada com olhar para o paciente no sentido diagnóstico, clínico, psicológico e humanístico, além de dar enfoque às estratégias de prevenção. Outra característica do evento é a ênfase dada às contribuições da comunidade científica com a discussão de artigos científicos de metanálise que trazem o que há de mais forte sobre os temas controversos ou polêmicos das abordagens aos pacientes. Desta forma, o evento compreende áreas de interesse para estudantes e profissionais de Medicina, Enfermagem, Farmácia, Biomedicina, Biologia, Fisioterapia, Psicologia, Nutrição, Odontologia, Fonoaudiologia, Serviço Social e demais campos de interesse em Oncologia.

A cada edição, estima-se a participação de cerca de 1.200 congressistas, entre palestrantes, pesquisadores, professores, técnicos e acadêmicos.  O corpo de palestrantes é composto por renomados profissionais de nosso estado, além de conferencistas de outros estados e do exterior.

A principal contribuição científica, tecnológica e de inovação é promover discussões atuais e inovadoras na abordagem de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer e proporcionar a apresentação de trabalhos científicos com resultados dos estudos em câncer na Região Amazônica, além de integrar os profissionais atuantes em Oncologia da Região Pan-Amazônica, fortalecendo os laços acadêmicos e científicos no sentido de favorecer a formação de uma rede de atenção oncológica integrando a região amazônica de forma mais fortalecida no cenário nacional.

Como o Congresso Pan-Amazônico de Oncologia já se tornou uma tradição e um marco na Oncologia nacional, queremos desde já dar as boas-vindas aos que irão congregar conosco novamente e aos que compartilharão desta oportunidade pela primeira vez.


Edições anterioresHISTÓRICO DAS EDIÇÕES ANTERIORES

Este evento tem periodicidade bienal e teve sua primeira edição em 2011.

Na primeira edição, alcançamos um público de 900 participantes e em 2013 atingimos um total de 1.200 pessoas.

A 3ª edição, realizada em 2015, foi particularmente marcante, visto que além da participação de 1.000 congressistas, o evento também recebeu o I WORKSHOP DE RADIOLOGIA e o I CONGRESSO MULTIDISCIPLINAR DE ONCOLOGIA EM CABEÇA E PESCOÇO. Outro marco importante para a Oncologia do Amazonas, nessa mesma edição, foi a formalização da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO) capítulo Amazonas.

No Ano de 2017, o congresso contou com 1180 congressistas, 102 trabalhos científicos apresentados e com 153 palestrantes distribuídos em 122 palestras.

Em 2019, na sua 5ª edição, o evento contou com a presença de mais de 150 palestrantes e 1300 congressistas, com 98 trabalhos apresentados.

 


EVENTOS ASSOCIADOS AO CONGRESSO PAN-AMAZÔNICO DE ONCOLOGIA

V CONGRESSO DE ENFERMAGEM ONCOLÓGICA DA REGIÃO AMAZÔNICA;

II FÓRUM MULTIDISCIPLINAR DE PREVENÇÃO, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DO CÂNCER DE COLO DE ÚTERO;

II JORNADA NORTE DE CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO;

X JORNADA AMAZONENSE DE ANESTESIOLOGIA;

III WORKSHOP DE RADIOLOGIA;

II SIMPÓSIO DE ÉTICA / BIOÉTICA;

I SIMPÓSIO DE NUTRIÇÃO ONCOLÓGICA.


DISTRIBUIÇÃO TEMÁTICAAtividades de destaque

Atenção multidisciplinar em Oncologia (Medicina, Farmácia, Nutrição, Fisioterapia, Enfermagem, Psicologia, Serviço Social, Fonoaudiologia, Bioquímica, Odontologia);

Prevenção e Rastreamento do Câncer;

Cirurgia oncológica;

Cuidados Paliativos;

Humanização em oncologia;

Câncer de Cabeça e Pescoço;

Câncer de colo de útero e lesões precursoras;

Medicina Translacional;

Câncer de Cólon e Reto;

Medicina de precisão;

Atenção ao paciente oncológico na emergência;

Mastologia;

Cânceres do aparelho urogenital masculino;

Onco-hematologia;

Biomoléculas em Oncologia;

Anestesiologia;

Nutrição oncológica;

Câncer de estômago;

Câncer de pele;

Hepatocarcinoma;

Gestão em unidade de cuidados oncológico.


ATIVIDADES DE DESTAQUE

Cursos de verão (pré-congresso);

Exposição de trabalhos científicos (oral e totem eletrônico);

Stands para exposição para empresas parceiras.


Cidade Sede

Manaus localiza-se na Região Norte do Brasil, no coração da maior floresta tropical do mundo, na confluência dos rios Negro e Solimões. É capital do maior estado brasileiro em extensão territorial, o estado do Amazonas, sendo uma cidade histórica e portuária e o décimo maior destino turístico do Brasil. A cidade está à margem esquerda do Rio Negro, possui 11.401,092 km² de área territorial, tendo sido fundada em 1669 e, até o século XIX, era conhecida como Barra do Rio Negro. Foi elevada à vila em 1832, sendo chamada de “Manaós” em homenagem a uma tribo indígena de mesmo nome, cujo significado é “Mãe dos deuses”.

O clima é tropical úmido de monções, devido à proximidade com a Linha do Equador e à Floresta Amazônica, tendo uma temperatura média anual de 27 °C, umidade elevada (79%-89%) e considerável índice pluviométrico anual (2 307,4 mm). Durante a época áurea do Ciclo da Borracha, no início do século XX, Manaus se modernizou intensamente, atraindo investimentos estrangeiros e imigrantes de algumas partes do mundo, principalmente os franceses. A herança arquitetônica e cultural resultante dessa época, rendeu-lhe então o título de “Paris dos Trópicos”.

Manaus, hoje, é a 7ª cidade mais populosa do país e a 1ª de toda a Amazônia, com 2.145.444 habitantes estimados em 2018, e constitui-se como o mais importante centro urbano, político, financeiro, comercial e sociocultural do Amazonas, do qual 84% da economia deve-se a ela, sendo detentora do 7º maior PIB do país (IBGE,2015).

O Pólo Industrial de Manaus (PIM) é um dos mais modernos da América Latina, reunindo cerca de 500 indústrias de ponta das áreas de eletroeletrônica, veículos de duas rodas, produtos ópticos, produtos de informática, indústria química, indústria farmacêutica e indústrias de bebidas, gerando mais de meio milhão de empregos diretos e indiretos. Além disso, Manaus conta com monumentos, museus, parques, praias, institutos de pesquisas e teatros, como o fascinante Teatro Amazonas, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), o Parque Municipal do Mindu, a Praia da Ponta Negra, a Ponte Jornalista Phelippe Daou (“Ponte Rio Negro”) e o Museu da Amazônia (MUSA), que ocupa 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke.

De caráter cosmopolita, Manaus atrai imigrantes e turistas das mais diversas nacionalidades, tendo sido eleita a 4ª melhor cidade para se viver no Brasil e a 127ª no mundo, conforme a Pesquisa de Qualidade de Vida, realizada em 2016 por uma das maiores empresas de consultoria do Mundo, a Mercer. Em 2014, foi uma das doze cidades-sede brasileiras da Copa do Mundo e, também, uma das cinco subsedes das Olimpíadas de 2016.


Comissão organizadora

PRESIDENTE:

KÁTIA LUZ TORRES SILVA

VICE-PRESIDENTE:

JULIA MONICA MARCELINO BENEVIDES

SECRETÁRIA EXECUTIVA:

JOSIANE DA SILVA NEVES

MEMBROS:

ALESSANDRO DA PAIXÃO SALES

ANA ELIS GUIMARÃES ARAÚJO

ANDRÉ CAMPANA CORREIA LEITE

CIBELE DE SOUSA MENEZES

FABÍOLA LIMA DA SILVA

JOSIEL DE AQUINO MARTINS

LEIDIANE MENDES BRITO

LIA MIZOBE ONO

MONIQUE FREIRE SANTANA

STHÉFANNY CAROLINE MENDES AZEVEDO

TATIANA AMARAL PIRES DE ALMEIDA

VALQUIRIA DO CARMO ALVES MARTINS